fachada_galeria.jpg
ExpoEF2016-12b1.jpg
 
 
 

Valorizar a produção artística contemporânea e a pesquisa constante são os principais pilares da Galeria Eduardo Fernandes.

O apoio e estímulo contínuo ao processo criativo trazem um avanço qualitativo nas obras dos artistas representados, onde respeitar o tempo de desenvolvimento da produção artística favorece o amadurecimento das discussões e a criação de novos paradigmas no panorama atual.

A valorização e o acompanhamento dos artistas posicionam suas obras em lugar de reconhecimento no universo das artes plásticas.

Em constantes parcerias e intercâmbios com críticos de arte e curadores nacionais e estrangeiros, a galeria trabalha pela criação de novas e reconhecidas coleções, tanto privadas quanto públicas.

O intercâmbio de diversas culturas é parte do trabalho realizado pela galeria, assim como a edificação das produções vernaculares.

 

 
 

Desde sua inauguração, em 2005, foram realizadas 40 exposições em sua sede, e outras 22 em instituições, fundações e museus. Instalado na Vila Madalena, o espaço é composto por uma sala expositiva, uma sala de atendimento com seu especial acervo, onde são realizadas as demonstrações das obras e uma sala de pesquisa, desenvolvimento e produção. 

Além das exposições bimensais, são promovidos encontros com os artistas da galeria, artistas convidados, críticos de arte, filósofos e outros profissionais que trazem conteúdo ao universo contemporâneo.

A escolha dos artistas representados em sua galeria é baseada em pesquisas, que contam com o apoio de curadores e críticos de arte. Destaque para as obras dos artistas representados: 

Ana Amélia Genioli, Arturo Gamero, Claudia Melli,  Clemencia Echeverri, Daisy Xavier,  Edgar Racy, Fernando Arias, Geraldo Souza Dias, Guilherme Dable, Luz Lizarazo, Mai-Britt Wolthers, Newman Schutze, Niura Bellavinha, Patricia Rebello, Rogério Medeiros,  Rosario López, Rose Klabin, Sérgio Lucena, Silvia Mecozzi e Vicente de Mello.