AUSENCIA DEL PAISAJE - ROSARIO LÓPEZ

“...Embora a maioria dos trabalhos dessa exposição tenha como referência um lugar específico – Cabo Raoul, nas terras remotas do continente australiano – a necessidade de ter um lugar é irrelevante. O que conta é o território como presença física, vendo a terra como uma matéria específica que representa as forças por trás dela. É essa matéria que conecta a geografia, arquitetura e a arte no trabalho da Rosario. Se a arquitetura lida com a noção de se habitar um lugar, Rosario nos diz que esse lugar pode mudar nossa experiência de existir, pode mudar a forma como nos relacionamos com a terra e experimentamos certo território. É pelo estudo da topografia e formações acidentais que Rosario consegue nos conectar com a arquitetura original do planeta que vivemos.”

“...Pensar nos trabalhos de Rosario em termos de som e silêncio nos permite sentir a força da mudez – do vazio de suas esculturas... O vazio deve ser visto como um fenômeno natural”.

 

Rodrigo Orrantia

Eduardo Fernandes