VAZIO - ANA NITZAN


Vazio é composta por dez fotografias de Ana Nizta em dimensões que variam entre 40x80 cm a 100x200 cm, além de um vídeo arte de Ana Nitzan, Ana Sardinha e Daniela Santa Rosa que será projetado em grande escala no cubo branco da Galeria Eduardo H Fernandes. As fotografias serão expostas na primeira sala da Galeria.

Ana é fotógrafa desde sempre, como se define. Sua maneira de ver o mundo a torna uma das maiores apaixonadas por fragmentos de vida e de morte que estão por toda parte, especialmente nos elementos da natureza - sua predileta fonte de inspiração. A vida cotidiana e suas possibilidades de luz, seus infinitos detalhes, suas sombras e mutações muito lhe interessa. Entre um disparo e outro, ela escolheu o Vazio para esta exposição e o resultado foi uma série que aborda a neblina na paisagem, a imensidão do azul do céu e suas nuvens brancas, a água em movimento com tecidos e como espelho, numa mistura de sensações, sensibilizando através da relação com a natureza, ao mesmo tempo que fala da prisão da alma na pele humana e da relação vida e morte e o mistério que dá vida às coisas, à carne, ao corpo. “Quero que através da natureza as pessoas possam refletir sobre si mesmas”, diz.

E como lembra o crítico Guy Amado, “há os céus, as paisagens quadradas" onde fica patente o caráter a um só tempo despojado e elegantemente objetivo que marca a produção de Ana, com suas imagens afirmando a espessura de real que carregam, paradoxalmente potencializada pelo foco no vazio celeste. “Que por sua vez dialoga com os espaços em ruínas; mas se lá era o vazio que assinalava a ausência ou acionava a memória, ele agora "ganha corpo" nestes fragmentos de etérea incomensurabilidade, encapsulados em ambientação bucólica”.

ANA NITZAN

Ana já realizou individual na Pinacoteca do Estado de São Paulo, no Espaço Cultural Banco Central.. Também participou de coletivas no Projeto Pari, São Paulo; Domanin de Liamiraute, Deville, França; MAC-Painel, Olhar Impertinente, em São Paulo; 11° Salão Paulista de Arte Contemporânea; 1º Salão Aberto- Paralelo a XXVI Bienal Internacional de São Paulo, SP; 6° Mês Internacional da Fotografia, São Paulo, SP; Espaço Virgilio, São Paulo, SP; Brasilian Art in Washington, EUA; Estação Julio Prestes, São Paulo, SP; Galeria “A Hebraica”, São Paulo; São Paulo-SP, entre outras. Atualmente participa da Coletiva Contemporâneos dos artistas da Galeria Eduardo H Fernandes em Paris, na Galerie Sycomore Art.

RECADO EM DESTAQUE
Com Clóvis Tôrres
011 3086 4224 / 9635 8599