GERALDO SOUZA DIAS

 
 

GERALDO SOUZA DIAS
1954. São Paulo, Brasil


A pintura é o suporte de escolha do artista que se interessa em reconstruir as telas em diferentes estruturas geométricas para então redistribuí-las em dípticos, trípticos e polípticos. Utiliza recortes, colagens e signos gráficos para organizar paisagens em imagens – constituindo sua especialidade – enquanto utiliza a escrita como o registro de temporalidades. 

Realiza o projeto Torres de Babel no Octógono da Pinacoteca em 2007 e, no ano seguinte, no Museu de Arte Contemporânea MAC-USP (SP), expõe Philadelphia Stories e outras estórias, produção resultante do período de residência artística na University of the Arts na Filadélfia (EUA). Participou de diversas residências artísticas na Alemanha, como na prestigiada Karl-Hofer-Gesellschaft em Berlim e na Heinrich-Böll-Stiftung, em Rostock. Nos Estados Unidos, faz residência artística na Vermont Studio Colony.

Obteve menção honrosa na 10ª Bienal Nacional de Santos e recebeu o Prêmio Melhor Intervenção Urbana (BH-MG) no Salão Nacional de Arte de Belo Horizonte, no Museu de Arte da Pampulha. Na Galeria Eduardo Fernandes apresenta a mostra individual Lascas em 2009, e em 2010, Pain-T-Structures. Participa de mostras coletivas na Galeria Eduardo Fernandes em 2009 e 2011.

Suas obras foram expostas em São Paulo no Paço das Artes e na Itaú Galeria de Arte. Expôs também no Palácio Pombal em Lisboa, no Museu de Arte de Santa Catarina, no Beyerische em Munique, na Hypotheken und Wechselbank AG, e, em Nova Iorque, no Javits Center e no East End Arts em Riverhead. Em Berlim expõe na Reinbeckhallen, na Galerie Nord, na Künstlerhaus Bethanien, no Künstlerwerkstatt Bahnhof Westend e na Messegelände. Suas obras fazem parte das seguintes coleções: Bayerische Hypotheken und Wechselbank AG, Munique; Berlin‐Hannoversche Hypothekenbank AG, Berlim; Öffentliche Versicherung, Braunschweig; Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo; Museu de Arte de Santa Catarina, Florianópolis; Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis e do Vermont Studio Colony nos Estados Unidos.

Arquiteto formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), obtém título de mestre em artes visuais pelo Pratt Institute de Nova Iorque e completa em Berlim o doutorado em Teoria da Arte sobre a artista Mira Schendel, na Üniversitat der Künste. Essa tese foi publicada com o título Mira Schendel – do Espiritual à Corporeidade, pela editora Cosac Naify em 2009. Parte de seu trabalho de livre-docência na Escola de Comunicação e Arte da Universidade de São Paulo (ECA-USP) – é sua instalação Babel (2006).

 
 

EXPOSIÇÕES