LUZ LIZARAZO

1966. Bogotá, Colômbia

A reflexão sobre a fragilidade, as interações com os espaços públicos, a alteridade e a dicotomia entre o público e o privado estão no centro da poética da artista Luz Lizarazo.

Na mostra individual intitulada Y, realizada na Galeria Eduardo Fernandes em 2014, a artista reproduz e utiliza o osso da sorte em formato de estilingue próprio das aves – a fúrcula – como elemento modular para construir um tecido escultórico, frágil e poético, em uma das paredes do espaço expositivo. A galeria também apresentou seus trabalhos na individual Piel em 2017 e na coletiva Hecho en Colombia,com curadoria de Ricardo Resende, realizada em 2015.

Em sua trajetória Luz Lizarazo expõe no MCO Arte Contemporâneo na cidade do PORTO, Museo de la Universidad de Antioquia, em Medelín, Museo de Arte Moderna de Bogotá (MAMBO), Museo do Vidro em Shangai, Fundação Gilberto Alzate Avendaño em Bogotá, Casa de América em Madri, Centro de Cultura de Espanha em Cartagena das Índias, Centro Gallego de Arte Contemporáneo em Santiago de Compostela, Museo de Arte Moderno de Barranquilla, Museo de Arte Moderno de Cali e Museo de Arte Moderno de Cartagena. Participa da XI Bienal de Pamplona, na Espanha, e da 1aBienal de Casablanca no Marrocos.

Seus trabalhos fazem parte das coleções do Museo de Arte Moderno de Bogotá (MAMBO), Fundação Musco de Bellas Artes na Venezuela, Fundação Caja Madrid, Centro Gallego de Arte Contemporáneo em Santiago de Compostela, do Instituto Figueiredo Ferraz (SP), entre outras.

Formada em Artes pela Universidad de los Andes e pela Escola de Belas Artes de Paris. Participa de residência artística em Ifitry em Marrocos, obtém menção honrosa na II Bienal de Bogotá e é selecionada para o Prêmio Luis Caballero da Galeria Santa Fé, em Bogotá.

 

Currículo      Textos de Críticos

 

EXPOSIÇÕES